Pesquisar no Programero

quarta-feira, 2 de março de 2011

Manipular arquivos com PL/SQL (Oracle)

papelO bom e velho arquivo, é impressionante como lidamos com seus vários tipos durante todos os dias, bom hoje vamos mostrar um jeito simples de se escrever e ler arquivos apenas com a codificação nativa do Oracle.

A primeira coisa a fazer é criar um diretório válido configurado no Oracle, e permissões de acesso a esse diretório para o usuário de banco onde faremos o exemplo, sendo assim suponhamos que nosso usuário de banco se chame programero, e nosso diretório real esteja em c:\programero, então logado como SYSTEM devemos executar os seguintes comandos:

  1: -- cria diretorio   
  2: create or replace directory DIR_PROGRAMERO as 'C:\PROGRAMERO';   
  3: -- concede permissão de escrita e leitura para nosso usuário   
  4: grant read, write on directory DIR_PROGRAMERO to PROGRAMERO;

Para escrever, basicamente precisamos apenas saber onde esse arquivo ficará, no nosso caso no diretório criado acima, segue o código de escrita:

  1: declare
  2:   -- nosso handler
  3:   v_arq utl_file.file_type;
  4: begin
  5:   -- diretório oracle, nome do arquivo, w indica escrita
  6:   v_arq := utl_file.fopen('DIR_PROGRAMERO' , 'programero.txt', 'w'); 
  7:   -- escrevemos duas linhas no arquivo
  8:   utl_file.put_line(v_arq,'Primeira linha !'); 
  9:   utl_file.put_line(v_arq,'Segunda linha !'); 
 10:   -- e finalmente fechamos o arquivo
 11:   utl_file.fclose(v_arq);
 12: end;

Da mesma maneira a escrita também depende do local onde o arquivo está salvo, segue o código:
  1: declare
  2:   -- nosso handler
  3:   v_arq utl_file.file_type;
  4:   -- recebe a linha lida do arquivo
  5:   v_txt varchar2(200);
  6: begin
  7:   -- diretório oracle, nome do arquivo, r indica leitura
  8:   v_arq := utl_file.fopen('DIR_PROGRAMERO' , 'programero.txt', 'r'); 
  9:   -- loop de leitura
 10:   loop
 11:     -- pega linha do arquivo
 12:     utl_file.get_line(v_arq, v_txt);
 13:     -- imprime
 14:     dbms_output.put_line(v_txt);
 15:   end loop;
 16: exception  
 17:   when NO_DATA_FOUND then
 18:     -- quando não existirem mais linhas no arquivo o mesmo é fechado
 19:     utl_file.fclose(v_arq);
 20: end;

Bom é isso, os códigos são simples e estão bem comentados, acredito que não exista nada a ser acrescentado, no caso de dúvidas é só postar nos comentários.

3 comentários:

  1. Ola Eduardo, apos a inserçao do arquivo no banco de dados, teria como manipula-lo ? Tipo mala-direta, onde teria uma carta padrão, com algums campos oriundos de uma tabela oracle, como nome, enderço, e a partir de uma chamada (talvez um report) fazer a impressão deste documento preenchido.

    ResponderExcluir
  2. Estou pesquisando como realizar um LOOP em um diretorio e ler todos os arquivos que estejam iniciados com um prefixo "x" exemplo: "ARQUIVO*.*"

    Porém, não consegui localizar ainda como abrir o arquivo, uma vez que o utl_file.fopen espera o nome exato do arquivo que será aberto.

    Cada arquivo sera tratado individualmente e apos a leitura sera transferido para outro diretorio, permitindo que o loop funcione até que nao exista mais nenhum arquivo com este nome no diretorio.


    Pode me ajudar?

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Fernanda, pelo PL/SQL não é possível listar arquivos dentro de um diretório, isso só é possível por meio do Java.

      Excluir

Obrigado por Participar do programero, fique a vontade para agradecer, retificar, perguntar ou sugerir.