Pular para o conteúdo principal

Desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis III (Java)

Completanto essa série de três artigos de introdução ao desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis vamos falar de escrita e leitura em arquivos texto. Algo primordial já que boa parte das aplicações necessita de persistencia para os dados.
No j2me existem outras formas para a persistencia, como o RMS, plugins como o Floggy ou mesmo XML, é provável que em posts futuros iremos apresentar como trabalhar com RMS, que é o método mais indicado, mas aqui o nosso foco será o bom e velho TXT.

Iniciando...

Vamos aproveitar a aplicação feita no post anterior e adicionar a ela os elementos necessários, que são:
- 1 textBox com três itemCommand, sendo um para salvar, outro para carregar e o ultimo para sair (ligando esse ultimo ao form).
- 1 itemCommand no form que deve ser ligado a nosso textBox

Nosso fluxo agora ficará assim:


Agora os imports utilizados:

import java.io.IOException;
import java.io.InputStream;
import java.io.OutputStream;
import javax.microedition.io.Connector;
import javax.microedition.io.file.FileConnection;
import javax.microedition.midlet.*;
import javax.microedition.lcdui.*;

Logo no inicio de nossa classe precisaremos definir o caminho onde nosso arquivo estará, assim como seu nome:

private String diretorio = "fileconn.dir.memorycard";
private String path = System.getProperty(diretorio) + "meuArq.txt";

Agora nossos métodos para salvar e mostrar o conteudo do arquivo:

//
//Salvando o arquivo

private void saveFile(String fileName, String string) {
try {
//se conecta ao arquivo
FileConnection fconn = (FileConnection)Connector.open(fileName, Connector.READ_WRITE);
//se o arquivo não existir então ele é criado
if (!fconn.exists()) {
fconn.create();
}
//implementação da escrita
OutputStream ops = fconn.openOutputStream( Long.MAX_VALUE );
string = string + "\r\n";
ops.write( string.getBytes() );
//grava obrigatoriamente todos os bytes que estiverem no buffer
ops.flush();
ops.close();
fconn.close();
}
catch (IOException ioe) {
System.out.println("IOException: "+ioe.getMessage());
}
catch (SecurityException se) {
System.out.println("Exceção de segurança:" + se.getMessage());
}
}

//
//Carregando o arquivo

public void showFile(String fileName) {
try {
//se conecta ao arquivo
FileConnection fc = (FileConnection)
Connector.open( fileName );
//se não existir ocorre a exceção
if(!fc.exists()) {
throw new IOException("Arquivo não existe");
}
//implementação da leitura
InputStream is = fc.openInputStream();
byte b[] = new byte[is.read()];
is.read(b);
//o textBox recebe o conteúdo do arquivo texto
textBox.setString( new String(b, 0, b.length) );
is.close();
fc.close();
}
catch (IOException ioe) {
System.out.println("IOException: " + ioe.getMessage());
}
catch (SecurityException se) {
System.out.println("Exceção de segurança:" + se.getMessage());
}

}

Agora é só ir até commandAction for Displayables e adicionar:
//para nosso itemCommand5
saveFile(path, textBox.getString());
//para nosso itemCommand7
showFile(path);

Finalizando

Seria interessante que as classes OutputStream e IntputStream fossem verificadas afim de um melhor conhecimento.
A maneira de envio e recebimento de arquivos seja por meio de uma porta de comunicação como o infravermelho, ou por http é muito semelhante ao que acabamos de ver, salvo suas caracteristicas especificas, por isso é interessante estudar esse pequeno exemplo já que provavelmente essa idéia ainda será utilizada.
Em artigos futuros, demonstraremos como receber e enviar arquivos pela web, e como trabalhar com o RMS para persistência de dados.

Comentários

  1. Muuuuuito BOM !!!!

    Excelente Artigo. Fácil de entender e

    Objetivo.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Olá Anônimo,
    muito obrigado pelos elogios, espero que continue a nos prestigiar, abraços...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por Participar do programero, fique a vontade para agradecer, retificar, perguntar ou sugerir.

Postagens mais visitadas deste blog

Iniciar e Parar Serviços do Windows (Delphi)

Em certas ocasiões nos deparamos com a necessidade de manipular determinadas atividades do SO, como iniciar ou parar um banco de dados, ou qualquer outro serviço que esteja funcionando no momento. Segue abaixo um código que encontrei na Internet para tal finalidade (não me recordo à fonte, assim que eu a encontrar colocarei).
Iniciar Serviço:

uses WinSvc;
//
// start service
//
// return TRUE if successful
//
// sMachine:
//   machine name, ie: \SERVER
//   empty = local machine
//
// sService
//   service name, ie: Alerter
//
function ServiceStart(
  sMachine,
  sService : string ) : boolean;
var
//
  // service control
  // manager handle
  schm,
//
  // service handle
  schs   : SC_Handle;
//
  // service status
  ss     : TServiceStatus;
//
  // temp char pointer
  psTemp : PChar;
//
  // check point
  dwChkP : DWord;
begin
  ss.dwCurrentState := -1;
// connect to the service
  // contr…

Alterar cores do PageControl (Delphi)

O padrão Windows todo cinza não é muito atraente, por isso quando nos utilizarmos do PageControl podemos alterar suas cores e fontes da seguinte maneira:
Em primeiro lugar devemos alterar a propriedade OwnerDraw para TRUE;
Depois implementar seu método DrawTab da seguinte maneira: //pinta a fonte
Control.Canvas.Font.Color:=clBlack;
//
// pinta a paleta / aba
Control.Canvas.brush.Color:=clSkyBlue;

PageControl1.Canvas.Rectangle(Rect);
Control.Canvas.TextOut(Rect.left+5,Rect.top+3,PageControl1.Pages[tabindex].Caption);
// pinta a parte interna (tabsheet)
PageControl1.Pages[TabIndex].brush.Color := Control.Canvas.brush.Color;
PageControl1.Pages[TabIndex].Repaint;

Caso a intenção seja manter cada aba com seu próprio estilo basta adicionar um CASE filtrando o índice das abas: case TabIndex of
  0: Control.Canvas.Font.Color:=clBlack;
  1: Control.Canvas.Font.Color:=clWindow;
  2: Control.Canvas.Font.Color:=clRed;
en…

Listar arquivos existentes em diretório (Delphi)

Mostraremos uma maneira simples e prática para listar o conteúdo de um diretório com a opção de incluir nessa listagem os arquivos de seus subdiretórios. No exemplo abaixo temos um Edit para receber o diretório a ser pesquisado um CheckBox para indicar se os subdiretórios entrarão na pesquisa um botão para efetuar a pesquisa e um Memo para listar os arquivos encontrados, no final um Edit que receberá o cálculo final (em bytes) da soma do tamanho dos arquivos. procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject);
begin
  tamanhoTotal := 0;
  memLista.Lines.Clear;
  ListarArquivos(edtDiretorio.Text, chkSub.Checked);
  Edit1.Text := IntToStr( tamanhoTotal );
end;
procedure TForm1.ListarArquivos(Diretorio: string; Sub:Boolean);
var
  F: TSearchRec;
  Ret: Integer;
  TempNome: string;
begin
  Ret := FindFirst(Diretorio+'\*.*', faAnyFile, F);
try
while Ret = 0 do
begin
if TemAtributo(F.Attr, faDirectory) then
begin
if (F.Name <> '.') And (F.Name &l…